segunda-feira, 23 de abril de 2018

Mais do que Sedução | Cheryl Holt


Olá docinhos !

Hoje vou vos falar sobre o livro "Mais do que Sedução " , de Cheryl Holt .

[Atenção : Este livro contêm descrições explicitas de cariz sexual ]

Sinopse :


"Stephen achou ter atingido o ponto mais baixo da sua vida quando a guerra o deixou inválido. Descobriu que estava errado quando a irmã o deixa aos cuidados encantadora Mrs. Anne Smythe. No entanto, enquanto as águas curativas fazem a sua magia, o mesmo acontece à viúva Smythe. Por baixo do seu exterior impávido encontra-se uma mulher fascinante: calorosa, espirituosa e refrescantemente aberta à experimentação sensual. Porém, quando o prazer se transforma em amor proibido, poderão eles podem enganar as forças que querem afastá-los?
As Termas e o Empório de Banhos para Senhoras de Mrs Anne Smythe é um paraíso para as mulheres elegantes que acreditam que as águas têm propriedades afrodisíacas. No entanto, a séria proprietária nunca pensa em testar essa teoria - até o capitão Stephen Chamberlin, gravemente ferido, ser deixado à sua porta. Cada minuto que o herói de guerra passa sob o seu teto é motivo de escândalo. Não tarda muito para que ela descubra que ter um homem assim à sua mercê a desperta de maneiras que nunca tinha pensado possíveis, à medida que as suas sessões «terapêuticas» nas nascentes de água quente se transformam em encontros picantes que Anne gostaria que nunca terminassem..."


Titulo Original : More than Seduction
Autor : Cheryl Holt
Nº de páginas : 364
Editora : Quinta Essência 

❀❀❀❀❀

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Nova tendência para este ano 2018 : Brincos Maxi


Este ano uma das tendências é os Maxi Earrings !

Looks simples com este tipo de brincos ficarão a matar , totalmente , quanto maiores e mais originais melhor !

Para este Verão os de estilo boho são os que mais se irão destacar , com uma maquilhagem simples e um outfit descontraído será a peça chave para tu arrasares .

❀❀❀❀❀

sábado, 14 de abril de 2018

Fala me de ti... Quebra do Silêncio #7

Olá docinhos !!!

À tanto tempo que não vos trazia uma entrevista por aqui , e desta vez uma muito especial pois é uma blogger que admiro imenso , a autora do blog Quebra do Silêncio  , vamos começar !
1. Marina : Quem é a Mel? Fala me um pouco de ti...
Mel: Sou péssima a apresentar-me, mas cá vai: sou muito sonhadora, emotiva e reservada. E rio-me com muita facilidade (às vezes chega a ser problemático).

2. O que mais gostas de fazer nos teus tempos livres?
 M: Adoro ler, faça chuva ou faça sol. De resto, como sou muito apegada com o meu namorado dedico o tempo livre juntamente com ele, seja para ir ao cinema, visitar monumentos e zonas históricas, ver séries, entre outras actividades.


3. Qual é a tua comida favorita? 
M : Se me tivesses feito essa pergunta há onze anos atrás, quando eu ainda comia animais, a resposta seria “Nenhuma”. Comer era pior do que um tormento para mim. Agora gosto de tantas comidas que não tenho só uma preferida: tofu com broa, esparguete com cogumelos e molho de natas e fusilli no forno com uma boa camada de queijo são algumas delas. Tudo vegetal, claro J
Também gosto imenso de uma maravilhosa lasanha do The Tasty K, que traduzi e partilhei no blogue. Recomendo totalmente, é mesmo muito boa.


4. O que vês quando te olhas ao espelho? 
M: Como estou a tentar reconciliar-me comigo própria não consigo dar-te uma resposta concreta. Só recentemente comecei a ter alguma auto-estima, o que às vezes apoquenta-me por ser uma sensação nova. Há momentos em que adoro o que o espelho reflecte e outras em que não vejo coisa alguma, não só a nível físico como também emocional, que é muito mais importante.


5.Quando te tornaste vegan e porquê?
M: Sempre gostei de animais mas nunca pensei muito naquilo que comia, nos produtos que usava e nas roupas que vestia. Sabia que a carne provinha de animais mas, ao mesmo tempo, não a coligava a eles. Soa um pouco estranho, mas esta dissociação é muito comum. Um dia, encontrei uma galeria de fotografias que mostravam uma pecuária padrão. Todas me chocaram mas a pior foi a de um bezerro degolado, com o seu corpinho estendido numa poça formada pelo seu próprio sangue. O facto de ser um bebé horrorizou-me e bastou para a minha consciência ser abanada do torpor.
Não me lembro exactamente quando abracei completamente o veganismo porque foi uma evolução gradual. Se não estou enganada foi em 2013, com muita ajuda do meu namorado (que é vegano de berço) e a devorar artigos e livros. É que o veganismo não se baseia somente na alimentação e tive de me informar bastante em vários assuntos, principalmente sobre as marcas que são testadas em animais. 


6. Alguma vez levaste alguma "boquinha" por seres vegan? Quando começaste a fazer a transição alguém se opôs? 
M: É impossível uma pessoa vegana escapar a provocações e eu, obviamente, não fui excepção. Dizem que o veganismo é complicado, mas isso não é verdade: complicado é lidar com pessoas que pensam ter direito em massacrar-nos só por rejeitarmos a violência contra os animais. Nunca percebi onde as pessoas encontram graça no sofrimento e na morte de biliões de animais e, sinceramente, nunca me esforcei muito para o compreender. Acho, até, um bocado assustador.
Os meus pais opuseram-se terminantemente quando decidi não comer mais animais: foi numa altura em que ainda não se falava muito do vegetarianismo e, muito menos, do veganismo. Não existia informação quase nenhuma e houve quem se aproveitou disso para deitar lenha na fogueira e colocar os meus pais ainda mais contra mim. O ambiente familiar foi muito hostil até eles perceberem que os seus preconceitos eram infundados.

❀❀❀❀❀